Mensagens

A mostrar mensagens de Junho, 2013

A arte dos Posters (XLIV)

Imagem
Finalmente colmatei duas das minhas incompreensíveis falhas ao visualizar duas obras tão importantes da sétima arte. Ridley Scott, tens o meu respeito.  Alien (1979) Blade Runner (1982)

Porque os trailers também merecem (XII)

Imagem
Por vezes podem revelar demasiado e estragar qualquer surpresa que pudesse advir da visualização do filme. Podem ser manipulados de forma a dar entender outro propósito sobre a obra. Podem chamar um espectador ou de certa forma repeli-lo. Mas é inegável que um trailer é um pedaço de montagem importante na consciencialização da população para um determinado filme.  2013 apresenta-nos um documentário que promete criar um choque na mentalidade da população, um pouco na linha de pensamento de The Cove (2009), outro documentário que merece todos os meus aplausos pela sua genuinidade. Com o cunho de Gabriela Cowperthwaite, Blackfish já me conseguiu cativar e perturbar só por estes dois minutos (com uma banda-sonora a puxar para o lado mais dramático, é certo).

Paragens em estações vizinhas

Dois dias atribulados nesta comunidade da qual faço parte integrante há menos de um ano. É sempre um prazer ser convidado a contribuir de uma forma ou outra para o preenchimento de um blogue vizinho, ainda para mais quando se tratam de espaços que tanto admiro e acompanho regularmente. 
A Janela Encantada: Volto a agradecer ao José Carlos Maltez pelo convite a participar na iniciativa O Meu Ciclo. Um ciclo que contempla vários ciclos que respiram liberdade de expressão, notando-se dessa forma o carácter pessoal dos respectivos autores. A minha escolha de aprofundamento deteve-se no cinema de Tsai Ming-liang e pode ser vista aqui
Girl on Film: Um filme, uma mulher, outra iniciativa bastante interessante que visa destacar e glorificar o papel da mulher na Sétima Arte. Tem acima de tudo revelado que as mulheres têm um papel cada vez mais preponderante e livre de preconceitos no grande ecrã. Digamos que fiz um pouco de batota e elegi não uma mas sim duas mulheres, como podem deitar olho

Maio em Filmes

Imagem
Maio não foi muito preenchido no que toca à Sétima Arte mas do mesmo resultou três grandes surpresas. Mary and Max tornou-se aos meus olhos numa pérola da animação, com um argumento bastante envolvente. Cannibal Holocaust apelou a todos os meus sentidos e fez-me divagar ainda mais pela hipocrisia do ser humano. Quanto ao referido filme, podem ler a minha opinião aqui. Mas foi no último dia do mês, quando pensava já não poder acrescentar nada de grande valor a esta lista, que vi o documentário que me fascinou por completo. Refiro-me portanto a Fahrenheit 9/11 e sobre o mesmo conjuguei estas palavras.
Filme do mês: Fahrenheit 9/11 (2004), de Michael Moore - 10

Outros filmes visualizados:

Mary and Max (2009), de Adam Elliot - 9/10
Bowling for Columbine (2002), de Michael Moore - 8/10
Waltz with Bashir (2008), de Ari Folman - 8/10
The Texas Chainsaw Massacre (1974), de Tobe Hooper - 7/10
The Hills Have Eyes (1977), de Wes Craven - 7/10
Horton Hears a Who (2008), de Jimmy Hayward; Steve Martino -…

Crítica: Fahrenheit 9/11 (2004)

Imagem
Argumento: Michael Moore Realização: Michael Moore
[Spoilers] A 11 de Setembro de 2001, um acontecimento monumental nos Estados Unidos da América mudou o Mundo. A Humanidade sofreu um abanão social e político que viria a ter as mais variadas repercussões até aos dias de hoje. A 31 de Maio de 2013, a um nível altamente pessoal, algo voltou a mudar na minha existência. Não sei precisar o quê, mas apenas posso afirmar com toda a certeza que o Michael Moore se pode eleger como o responsável. Estreado em 2004 perante um público em Cannes que o recebeu com uma salva de palmas de uma módica longevidade de vinte minutos, este documentário apenas mereceu a minha visualização neste presente dia. Muitas foram as oportunidades de o ver e muitas foram as oportunidades dispensadas. De qualquer das formas, dou graças de não o ter visto aquando da sua estreia em 2004, pois não me parece que teria sido muito receptivo a toda a sua diabólica temática com apenas 14 anos.  08h46min: primeiro avião. 09h03m…